Banalização das Coisas Santas

Assisti uma live onde uma irmã prega com sofreguidão intercalando em língua estranha.

O que motiva vários pregadores em vídeos e em rádios gospel a agirem assim dessa maneira, só Deus sabe; mas a mensagem percebida é a falta de conhecimento das Escrituras e o Zelo para com as Coisas de Deus.

Me refiro especificamente o falar em línguas em público.

Deixa a impressão nítida  da intenção de provocar um frisson na audiência ou apenas por ostentação.

Assistimos a um espetáculo grotesco com o dom sagrado, e o que salta aos olhos é a ignorância bíblica sobre a exortação que o Apóstolo Paulo escreveu na primeira carta aos Coríntios, no capítulo 14, doutrinando esse tema quando soube que nos cultos todos falavam em línguas ao mesmo tempo.

Leia: Quem fala em língua a si mesmo se edifica… Irmãos, deixem de pensar como crianças…Pois quem fala em outra língua não fala a homens, senão a Deus, visto que ninguém o entende… Mas, não havendo intérprete, fique calado… (1 Coríntios 14)

Será que esses pregadores leem a Bíblia? É revoltante assistir a zombaria dos ímpios com as coisas sagradas.

Esses pregadores precisam atentar para essa recomendação: “Não damos motivo de escândalo a ninguém, em circunstância alguma, para que o nosso ministério não caia em descrédito.”(2 Coríntios 6.2)

Leia também: Tempos difíceis…