Consequência Fatal

Moisés enviou 12 líderes do povo para examinar a terra da promessa, e dez deles declararam, ao voltar, que o povo da terra era poderoso demais para que a terra pudesse ser conquistada. 

O povo deu atenção à maioria descrente, e, deixando-se levar pela emoção do desapontamento, ignoraram com incredulidade tudo o que haviam visto Deus fazer para Libertá-Los da escravidão.

Até hoje nunca houve uma demonstração de tanto poder em sinais e milagres realizados por Deus na terra, quanto da saída do Seu povo do Egito e no deserto.

A PROMESSA: “ordenou o Senhor a Moisés: Saia deste lugar, com o povo que você tirou do Egito, e vá para a Terra que Prometi com Juramento a Abraão, a Isaque e a Jacó, dizendo: Eu a darei a seus descendentes. Mandarei à sua frente um anjo e expulsarei os cananeus, os amorreus, os hititas, os ferezeus, os heveus e os jebuseus. (Êxodo 33.1,2) Eles duvidaram dessa Palavra.

E o Senhor disse a Moisés: “Até quando este povo me tratará com pouco caso? Até quando se recusará a crer em mim, apesar de todos os sinais que realizei entre eles?” (Números 14.11), e… “Eu…os destruirei” (v.12)

Moisés intercedeu; O SENHOR Perdoou. (v.20)

Mas, … “se bem que não deixa o pecado sem punição” (v.18)

Os dez espias, que fizeram o povo murmurar contra Moisés, morreram de praga perante o SENHOR (v.37); o povo foi condenado a vagar pelo deserto por quarenta anos, o número de dias que os espias percorreram Canaã; os que pecaram, os de vinte anos para cima, morreram no deserto, impedidos de entrar na Terra Prometida.

Deus Perdoa O Pecado; Mas, Não Retira as Consequências.

Cuide-Se!